24 de março de 2012

Capitulo 4

Estava-mos a entrar na primeira semana de Outubro e Dylan fazia anos na segunda semana. Nós tínhamos andado mais próximos, mas não tão próximos como ele e Martha. Martha era umas das três raparigas que pareciam mais velhas que nós… Pelo menos do que eu… Ela tinha cabelo loiro, volumoso com caracóis e olhos azuis. Resumidamente, era linda! O que não facilitava nada a minha vida… 


-Ei, Sam! – Amy vinha aos pulinhos, literalmente, ter comigo… E Dylan ia atrás dela. 

-Olá! Então, hoje consegui chegar primeiro que tu! – Estava com um mau pressentimento… 

-Ahahahaha, ainda não foi hoje! Estive a falar com Dylan, por isso é que ainda não estava aqui. – Nesse momento pareceu-me ver Dylan olhar Amy de forma estranha, como quem dizia “Não digas nada!”, mas tentei ignorar. 

-Ah, ok. Ah e… Olá Dylan. 

-Olá. – Ele olhou para mim de forma estranha, como quem não queria muitas confianças. 

Amy olhou para mim e para ele. Ok, as minhas suspeitas estavam, muito provavelmente, certas! 

Quando Dylan foi conviver com os seus amigos/amigas (que, para mal dos meus pecados, estavam cada vez mais próximas dele) puxei Amy por um braço. 

-Hum, não comeces já a pensar o pior, ok? – Neste momento pensei o pior. 

-Vai rapariga, desembucha! 

-Tipo, como deves saber, o Dylan faz anos para a semana e… - Fiz-lhe sinal para continuar. – Ele convidou-me para a festa dele… 

-E deixa-me adivinhar, não me vai convidar a mim? 

-Não sei… Mas pode ser que convide, afinal… - Nesse momento parei de ouvir a Amy e olhei para Dylan. 

Aquilo na mão dele não podia ser em bocado de papel tipo convite, podia? E não podia estar a ir em direção a… Segui o caminho da mão dele, até que dei por mim a olhar para… não podia ser… Martha! 

Cerrei os punhos e semi-fechei os olhos. Ele tinha-a convidado. 

Nesse momento Amy puxou-me pelo braço, para que eu me virasse para ela. 

-Estava eu a dizer… Ele convidou-me a mim porque me conhece desde o quinto ano, é normal… E a ela porque eles andam mais juntos ultimamente… Mas talvez também te pode vir a convidar a ti, certo? 

-Não estas a ajudar, sabes que isso não é verdade Amy! Ele não me vai convidar, ele nunca vai querer saber de mim… É melhor esquecer, não é? 

-Tenta… Pelo menos isso… É melhor que nada, sabes! Mas tu és forte e vais conseguir, és uma mulher forte e independente!! 

-Pois claro… - Estava triste, mas tinha de me compor… Ok, eu amava-o como nunca tinha amado ninguém, mas afinal de contas haviam mais rapazes na turma, certo? Tinha de o esquecer, desse por onde desse!

5 comentários:

  1. adorei e estou ansiosa pra saber se ela vai ser convidada ou nao

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não posso estragar a história, mas visto que isto é uma história real, nem tudo é perfeito... Mas uma grande mudança vai acontecer na vida de Sam! :D

      Eliminar
  2. Lindo e a Sam deve ser mesmo forte porque eu no lugar dela não tinha aguentado... :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! :D
      Sim, ela até se aguenta bem :P

      Eliminar

a vida é muito curta para guardares o que pensas só para ti!